MEI, já entregou a tua Declaração?

Olá Microempreendedor,

o dia 31 de Maio já se aproxima e você já fez a tua declaração?

Mas oque é esta declaração? e oque acontece se eu não a fizer?

A Declaração Simplificada para o MEI ou ADASN-SIMEI, é como se fosse a declaração de imposto de renda, mas para o MEI, ela é uma das tuas responsabilidades, ela deve ser enviada anualmente para a Receita Federal, contendo as operações comerciais que você efetuou durante o ano fiscal anterior.
Nesta declaração você deve declarar todo o seu faturamento bruto, isso mesmo, tudo oque você vendeu sendo produto e/ou serviço sem descontar as tuas despesas.

Se você não declarar até o dia 31 de Maio de cada ano, a declaração é considerada fora do prazo e com isso irá gerar multas e penalidades. As principais penalidades são multa de R$ 50,00 e não conseguir tirar Certidões Negativas de Débitos junto à Receita. Se você ficar 2 anos sem declarar você pode perder todas as tuas inscrições, inclusive o seu CNPJ!

Caso você esqueceu de declarar o ano passo, para se regularizar é fácil, é somente seguir os mesmo passos de quem esta declarando dentro do prazo, que vou te explicar agora:

Como eu faço a minha declaração?

Para declarar é simples, como disse mais acima você precisa ter todos os valores de faturamento em mãos, para isso ou você tem tudo anotado (oque não recomendo) ou então utilizar o Compracam ERP, que já contabiliza o teu faturamento e organiza como deve ser a tua declaração, fazendo todo o trabalho pesado e chato que você teria se tivesse “anotado” tudo.

Após estes números em mãos você deve:

Entrar no site portal do Empreendedor, por este link http://www.portaldoempreendedor.gov.br/mei-microempreendedor-individual/declaracao-anual-dasn-simei-1 ,neste link você deve clicar em:

 

Então vai abrir uma pagina, aonde você deve digitar o seu CNPJ e os marcadores ants-robos:

Agora marque o ano que você deseja declarar, no caso para quem esta tudo certo estará declarando o ano de 2017:

Falta pouco, vamos informar os valor do faturamento anual, o valor sujeito a ICMS e se tivemos empregado:

Agora é só conferir os valores apurados durante o ano e clicar para transmitir a declaração:

 

Após esta tela pode manda imprimir o comprovante de entrega ou salva ele no teu computador, pois ele serve, além de comprovação que você cumpriu com os teus deveres, como comprovante de renda.

 

Pronto! Que simples né, não leva nem 15 minutos para isso!

Pedro Rosa Domingues Santos

One Comments

Deixe uma resposta